Nem a mais nem a menos: especialistas lembram importância de gerir peso na gravidez

Um estudo publicado na revista Nature indica que a maioria das grávidas não quer ganhar muito peso durante a gravidez.

Nem a mais nem a menos: especialistas lembram importância de gerir peso na gravidez

Segundo a investigação que analisou as perspetivas de 1700 mulheres japonesas, duas motivações contribuem para esta tendência: em primeiro lugar, a ideia de que quanto menos quilos ganharem na gravidez, menos quilos terão de perder após o nascimento do bebé. A outra ideia comum entre a futuras mães é que manter-se magra facilita o parto.

Os investigadores salientam que estas ideias são falsas: «as mulheres que se mantêm magras não apresentam menor risco de necessidade de um parto por cesariana e não têm maior facilidade em perder peso após o parto».

O estudo salienta ainda que não ganhar peso suficiente ou, em oposição, engordar demasiado pode ter consequências para a saúde de mãe e bebé.

O ganho de peso ideal ao longo das 40 semanas de gestação varia de mãe para mãe, e o cálculo deste valor depende do Índice de Massa Corporal (IMC) da mulher antes de engravidar.

De acordo com uma tabela publicada em 2009 pelo Institute of Medicine, se o IMC da mulher antes de engravidar se situar entre os 18,5 kg/m2 e os 24,9 kg/m2, ou seja, se a mulher apresentar um peso normal, é recomendado um ganho de peso total entre os 11,5 kg e os 16 kg durante a gravidez.

Em média, com exceção dos casos de mulheres com baixo peso ou obesidade, a generalidade das grávidas devem adquirir cerca de 12 kg durante o período de gestação.

Últimas Notícias

Demasiada cafeína na gravidez pode afetar fígado do bebé

Novo estudo indica que a ingestão excessiva de cafeína na gravidez pode prejudicar o desenvolvimento do fígado do bebé e aumentar o risco de doença hepática na idade adulta. 

Exercício-físico na gravidez restabelece principais tecidos do corpo em mulheres obesas

Estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, indica que a prática de exercício-físico imediatamente antes e durante a gravidez ajuda a restaurar os principais tecidos do organismo em mulheres obesas, contribuindo para uma melhor gestão dos níveis de açúcar no sangue e reduzindo o risco de problemas de saúde a longo prazo.

Mortalidade infantil atinge valores mais baixos desde que há registo

Segundo dados recentes apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística, a taxa de mortalidade infantil diminuiu cerca de 0,7% em 2017, atingindo o valor mais baixo de que há registo em Portugal.

Gargalhadas dos bebés semelhantes à dos macacos

Bebés mais novos riem-se como outros primatas. O ser humano é o único que se ri por meio da exalação, ou seja, o ato de expelir ou soltar.

Estudo sugere que crianças memorizam sons durante a sesta

Cientistas analisaram o que as crianças ouvem ou não durante o sono, concluindo que o ambiente sonoro durante as sestas não passa despercebido e gera memórias.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.