Gargalhadas dos bebés semelhantes à dos macacos

Escrito por: Michelle Tomás

Bebés mais novos riem-se como outros primatas. O ser humano é o único que se ri por meio da exalação, ou seja, o ato de expelir ou soltar.

Gargalhadas dos bebés semelhantes à dos macacos

Um estudo levado a cabo por um grupo de investigadores da Universidade de Amesterdão (Holanda) analisou as gargalhadas de 44 crianças com idades compreendidas entre os 3 – 18 meses de idade. Pediram a 102 ouvintes que avaliassem se as gargalhadas eram produzidas por inalação ou exalação.

Os investigadores concluíram que os bebés mais novos riam tanto de uma maneira como da outra, à semelhança dos chimpanzés ou macacos. Já as gargalhadas dos bebés mais velhos eram maioritariamente por exalação, à semelhança dos adultos.

A transição de um riso para o outro é feita de forma gradual e não súbita. Entre os primatas, o ser humano é o único que se ri maioritariamente por exalação.

Últimas Notícias

Bial disponibiliza curso online para futuros pais

Num período em que muitos futuros pais #ficamemcasa, de quarentena ou em isolamento profilático, devido à pandemia COVID-19, BIAL disponibiliza o curso online “Vamos ser Pais!” - www.vamosserpais.pt, especialmente pensado e elaborado para proporcionar a todos os pais a oportunidade de adquirir conhecimentos e competências que os ajudem a preparar, de forma serena e plena, esta nova etapa da vida.

COVID-19: Estudo sugere que transmissão de mães para filhos na gravidez é possível, mas rara

Um estudo com 33 grávidas, realizado na China, indica que a transmissão do novo coronavírus da grávida para o feto é possível, mas rara. Dados científicos ainda são escassos para poder compreender as vias de contágio e os efeitos da exposição ao vírus na saúde de mãe e bebé.  

Cérebros dos bebés e dos adultos “sincronizam” durante a brincadeira

Estudo conclui que cérebros de pais e filhos estão no mesmo “comprimento de onda” quando partilham brinquedos e contacto visual. Mesmo quando os bebés ainda não conseguem falar, estão “ligados” a nós em pensamento.

Consumo de fruta na gravidez melhora desenvolvimento cognitivo do bebé

Um estudo realizado na Universidade de Alberta, no Canadá, concluiu que o consumo de fruta na gravidez pode ajudar a estimular o desenvolvimento do cérebro do bebé. 

Oito formas de demonstrar amor pelo seu filho, segundo a Academia Americana de Pediatria

Com o aproximar do Dia de São Valentim, a Academia Americana de Pediatria (AAP) lança o apelo para que os pais nutram os seus filhos com amor e atenção durante todo o ano.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.