Demasiada cafeína na gravidez pode afetar fígado do bebé

Novo estudo indica que a ingestão excessiva de cafeína na gravidez pode prejudicar o desenvolvimento do fígado do bebé e aumentar o risco de doença hepática na idade adulta. 

Demasiada cafeína na gravidez pode afetar fígado do bebé

Um novo estudo publicado no Journal of Endocrinology, a revista científica oficial da Sociedade de Endocrinologia do Reino Unido, sugere que o consumo equivalente a 2-3 chávenas de café podem alterar os níveis de hormonas do stress e crescimento ao ponto de afetar o desenvolvimento do fígado e aumentar o risco de doença hepática na idade adulta. O estudo foi realizado com fêmeas de ratinho.

Segundo uma notícia publicada no portal Science Daily, a investigação demonstrou que as fêmeas de ratinho que receberam cafeína tiveram crias com menor peso à nascença, assim como alterações no crescimento, nos níveis de hormonas do stress e no desenvolvimento do fígado.

“Os nossos resultados indicam que a cafeína no período pré-natal causa uma atividade excessiva na hormona do stress na mãe, o que inibe a atividade do IGF-1 (Fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1) para o desenvolvimento do fígado antes do nascimento. No entanto, mecanismos compensatórios podem ocorrer após o nascimento para acelerar o crescimento e restabelecer o normal funcionamento do fígado, à medida que o IGF-1 aumenta e a hormona do stress diminui2, explica Yinxian Wen, um dos autores do estudo.

A grávida deve limitar o seu consumo de cafeína a 200 mg por dia. Para saber o que esta quantidade representa nos seus consumos do dia-a-dia, pode guiar-se pela informação sobre os teores de cafeína que consta na Roda dos Alimentos. Um café curto tem cerca de 104 mg de cafeína, uma chávena de chá ronda os 36 mg, enquanto uma lata de coca-cola inclui cerca de 46 mg. Tendo a noção destes valores, faça a sua própria gestão da quantidade de cafeína que ingere ao longo do dia, tendo o cuidado de não ultrapassar os 200 mg.

Lembre-se que a cafeína não está presente apenas no café, mas também em bebidas como a coca-cola ou o chá.

Últimas Notícias

Bial disponibiliza curso online para futuros pais

Num período em que muitos futuros pais #ficamemcasa, de quarentena ou em isolamento profilático, devido à pandemia COVID-19, BIAL disponibiliza o curso online “Vamos ser Pais!” - www.vamosserpais.pt, especialmente pensado e elaborado para proporcionar a todos os pais a oportunidade de adquirir conhecimentos e competências que os ajudem a preparar, de forma serena e plena, esta nova etapa da vida.

COVID-19: Estudo sugere que transmissão de mães para filhos na gravidez é possível, mas rara

Um estudo com 33 grávidas, realizado na China, indica que a transmissão do novo coronavírus da grávida para o feto é possível, mas rara. Dados científicos ainda são escassos para poder compreender as vias de contágio e os efeitos da exposição ao vírus na saúde de mãe e bebé.  

Cérebros dos bebés e dos adultos “sincronizam” durante a brincadeira

Estudo conclui que cérebros de pais e filhos estão no mesmo “comprimento de onda” quando partilham brinquedos e contacto visual. Mesmo quando os bebés ainda não conseguem falar, estão “ligados” a nós em pensamento.

Consumo de fruta na gravidez melhora desenvolvimento cognitivo do bebé

Um estudo realizado na Universidade de Alberta, no Canadá, concluiu que o consumo de fruta na gravidez pode ajudar a estimular o desenvolvimento do cérebro do bebé. 

Oito formas de demonstrar amor pelo seu filho, segundo a Academia Americana de Pediatria

Com o aproximar do Dia de São Valentim, a Academia Americana de Pediatria (AAP) lança o apelo para que os pais nutram os seus filhos com amor e atenção durante todo o ano.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.