Bebés compreendem conceito dos números muito antes de conseguirem contar, diz estudo

Novo estudo da Universidade Johns Hopkins sugere que os bebés são capazes de compreender o conceito de contagem, anos antes de conseguirem dizer "1, 2, 3".

Bebés compreendem conceito dos números muito antes de conseguirem contar, diz estudo

Um novo estudo levado a cabo por investigadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos da América, concluiu que o conceito de contagem pode ser interiorizado pelos bebés anos antes de estes conseguirem contar alto.

De acordo com uma notícia publicada no portal Medical Xpress, a equipa de investigação verificou que, numa fase muito inicial do desenvolvimento da criança, - e anos antes do que se pensava - os bebés que ouvem os outros a contar conseguem já ter alguma noção do conceito dos números e da sua relação com as quantidades.

"Apesar de estarem a anos de conseguirem compreender o significado exato dos números, os bebés conseguem já perceber que contar tem a ver com números", explicou Lisa Feigenson, cientista na área da Cognição na Universidade Johns Hopkins, e uma das autoras do estudo.

É sabido que uma grande parte das crianças não compreendem em pleno o significado das palavras que designam números até terem cerca de quatro anos de idade.

Neste estudo, a grande questão colocada pelos investigadores foi: será que as crianças não têm mesmo noção do que significa contar até à idade pré-escolar?

De acordo com Lisa Feigenson, este tipo de investigação é uma prova de que "na verdade, os bebés têm uma compreensão bastante sofisticada do mundo - estão já a tentar encontrar sentido no que os adultos à sua volta dizem, e isso inclui o domínio da contagem e dos números".

Veja aqui o vídeo que a Universidade de John Hopkins divulgou para mostrar algumas das experiências realizadas para avaliar esta capacidade em crianças entre os 14 e os 18 meses de idade.

O estudo foi publicado na revista científica Developmental Science.

Últimas Notícias

Poluição do ar pode aumentar risco de aborto espontâneo, diz estudo

Investigação publicada na revista científica Nature Sustainability indica que a exposição a um ar poluído durante a gravidez está associada a um risco acrescido de aborto espontâneo no primeiro trimestre de gravidez.

Demasiada cafeína na gravidez pode afetar fígado do bebé

Novo estudo indica que a ingestão excessiva de cafeína na gravidez pode prejudicar o desenvolvimento do fígado do bebé e aumentar o risco de doença hepática na idade adulta. 

Exercício-físico na gravidez restabelece principais tecidos do corpo em mulheres obesas

Estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, indica que a prática de exercício-físico imediatamente antes e durante a gravidez ajuda a restaurar os principais tecidos do organismo em mulheres obesas, contribuindo para uma melhor gestão dos níveis de açúcar no sangue e reduzindo o risco de problemas de saúde a longo prazo.

Mortalidade infantil atinge valores mais baixos desde que há registo

Segundo dados recentes apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística, a taxa de mortalidade infantil diminuiu cerca de 0,7% em 2017, atingindo o valor mais baixo de que há registo em Portugal.

Gargalhadas dos bebés semelhantes à dos macacos

Bebés mais novos riem-se como outros primatas. O ser humano é o único que se ri por meio da exalação, ou seja, o ato de expelir ou soltar.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.