6 aspetos que deve ter em conta quando lê uma história ao seu bebé

De acordo com um estudo realizado na Austrália, há alguns gestos que potenciam os benefícios da leitura de histórias para o desenvolvimento cognitivo da criança. Fazer perguntas e "sintonizar-se" com o bebé são alguns deles. Saiba mais sobre este tema.

6 aspetos que deve ter em conta quando lê uma história ao seu bebé

Os benefícios de ler histórias aos filhos desde o nascimento estão cientificamente comprovados. A magia da interação entre pais e filhos promove o desenvolvimento cognitivo ainda antes de a criança conseguir falar ou ler.
Um novo estudo publicado na revista científica Scientific Studies of Reading analisou cerca de 5 mil crianças australianas, concluindo que a leitura partilhada é uma oportunidade única de ensinar novas palavras e conceitos.

Ao analisarem as diferentes formas de os pais contarem histórias, os investigadores verificaram alguns aspetos da leitura partilhada que devem ser tidos em consideração para promover os benefícios da leitura no desenvolvimento da cognição.

1. Sincronize-se com o seu filho
Os investigadores consideram que este talvez seja um dos aspetos mais importantes da leitura de histórias: sintonizar-se com o seu filho. Isto é, ouvir e observar as pistas que este dá. Será que gosta da história? Compreendeu as palavras? Está a prestar mais atenção às imagens ou ao texto?

2. Faça perguntas
De acordo com os investigadores, o envolvimento de pais e filhos é mais "divertido e informativo" se os pais forem colocando questões. Mesmo que o bebé ainda não fale, vá colocando questões sobre a história.

Estas questões não são úteis apenas para ajudar a criança a adquirir conhecimento e novas formas de pensar, mas também a fortalecer o elo emocional entre pai/mãe e filho.

3. Vá além da descrição das imagens ou leitura do texto
Em vez de descrever apenas o que se vê nas ilustrações de uma história, ir um pouco mais além, acrescentando informação resultante da sua própria imaginação, ajuda a tornar a experiência da história mais enriquecedora e promove o desenvolvimento do pensamento abstrato na criança.

4. Faça ligações lógicas entre diferentes partes da história
Por vezes é necessário que os pais reforcem a ligação lógica entre partes da história, para que a criança não se perca no enredo.

5. Acrescente pormenores relevantes
Normalmente os pais adicionam detalhes à história para a tornar mais interessante ou fácil de compreender. Os investigadores encontram outra utilidade na junção de pormenores relevantes à história: estes ajudam a melhorar a aprendizagem da criança.

6. Fale sobre conceitos mentais e emocionais
A observação da dinâmica de pais e filhos na leitura partilhada de histórias permitiu ainda concluir que os pais que não apenas descrevem os acontecimentos de uma história, mas também refletem sobre conceitos associados a emoções, desejos e pensamentos, estão com isso a ajudar os filhos a ter melhores competências cognitivas. As crianças que passam por esta experiência tendem a desenvolver uma melhor empatia e compreensão das emoções dos outros, competências para desenvolver uma amizade e ainda uma melhor memória.

Últimas Notícias

Música poderá estimular desenvolvimento de bebés prematuros

Cientistas do Hospital Universitário de Genebra, na Suíça, tiveram a ideia de   colocar música no serviço de neonatologia, especialmente composta para estimular o desenvolvimento da atividade cerebral dos recém-nascidos prematuros.

Bebé no útero reage à luz antes do que se pensava

No segundo trimestre de gravidez, muito antes de conseguir ver imagens, o bebé consegue já detetar luz.

Poluição do ar pode aumentar risco de aborto espontâneo, diz estudo

Investigação publicada na revista científica Nature Sustainability indica que a exposição a um ar poluído durante a gravidez está associada a um risco acrescido de aborto espontâneo no primeiro trimestre de gravidez.

Bebés compreendem conceito dos números muito antes de conseguirem contar, diz estudo

Novo estudo da Universidade Johns Hopkins sugere que os bebés são capazes de compreender o conceito de contagem, anos antes de conseguirem dizer "1, 2, 3".

Demasiada cafeína na gravidez pode afetar fígado do bebé

Novo estudo indica que a ingestão excessiva de cafeína na gravidez pode prejudicar o desenvolvimento do fígado do bebé e aumentar o risco de doença hepática na idade adulta. 

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.