É possível ter um parto vaginal depois de já ter tido uma cesariana?

Escrito por: Dr.ª Mariana Mouraz, especialista em Ginecologia e Obstetrícia do Centro de Saúde Militar de Coimbra.

A resposta é SIM, é possível mas… (parece o Polígrafo da SIC 😊)
Claro que, mais uma vez, há milhares de condicionantes, mas vamos tentar perceber um pouco mais sobre o tema.

É possível ter um parto vaginal depois de já ter tido uma cesariana? class=

Já algumas vez tinham pensado nisso? Cesariana uma vez, sempre cesariana? Há alguns anos atrás era assim…mas muita coisa mudou!

Ter um parto vaginal após uma cesariana traz muitos BENEFÍCIOS:
• Evita uma cirurgia abdominal;
• Tem um período de recuperação mais curto;
• Apresenta menor risco de infeção;
• E menos perda de sangue.

Para as mulheres que planeiam ter mais filhos, o parto vaginal após a cesariana deve ser ponderado. Pode ajudá-las a evitar certos problemas de saúde que estão relacionados com vários partos por cesariana. Esses problemas podem incluir: lesões no intestino ou na bexiga, histerectomia (cirurgia para remover o útero) e problemas com a placenta em futuras gestações.

Existem alguns fatores associados ao sucesso do parto vaginal após a cesariana, são eles:
• Parto vaginal anterior;
• Ter entrado em trabalho de parto espontaneamente;
• Ter < 40 semanas;
• O peso estimado do bebé ser inferior a 4Kg;
• A causa da cesariana anterior ter sido por feto em apresentação pélvica ou por suspeita de sofrimento do bebé durante o parto;
• Ter um colo favorável;
• Não ser obesa.

No entanto, ter um parto vaginal após cesariana também comporta alguns RISCOS, nomeadamente, se compararmos com uma mulher que nunca teve cesarianas: infeção, maior perda de sangue após o parto e outras complicações. Um risco raro, mas importante, é a rotura (abertura) do útero pela cicatriz da cesariana anterior. Quando ocorre pode prejudicá-la a si e ao seu bebé. Esse risco deve ser individualmente ponderado e discutido com o seu médico assistente.

Podem ocorrer várias situações durante o trabalho de parto que alteram o equilíbrio dos riscos e benefícios acima descritos. Por exemplo, pode ser necessário induzir o seu trabalho de parto. Isso pode reduzir a probabilidade de um parto vaginal bem-sucedido. A indução do parto também pode aumentar a probabilidade de complicações durante o parto. Se as circunstâncias mudarem, o seu obstetra, juntamente com o consentimento da grávida, poderá reconsiderar a decisão. O contrário também pode acontecer. Por exemplo, se planeou uma cesariana, mas entrou em trabalho de parto antes da cirurgia programada, pode considerar-se o parto vaginal.

Concluindo: depois de uma cesariana é possível um parto vaginal, mas… deve ser uma decisão individualizada e devem ser sempre ponderados os riscos e benefícios!

Adaptado de https://www.acog.org/patient-resources/faqs/labor-delivery-and-postpartum-care/vaginal-birth-after-cesarean-delivery

Alguém que já tenha tido essa experiência?

Outros Artigos deste tema

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.