Como reduzir o risco de ter um bebé com malformações ao nascimento?

Escrito por: Dr.ª Mariana Mouraz, especialista em Ginecologia e Obstetrícia do Centro de Saúde Militar de Coimbra.

Esta semana é a semana de consciencialização para o uso de ácido fólico na gravidez.
E se lhe dissessem que está nas suas mãos a prevenção de muitos dos defeitos que ocorrem nos bebés quando nascem?

Como reduzir o risco de ter um bebé com malformações ao nascimento? class=

Porquê tomar “vitaminas” (atenção que não uso a palavra multivitamínicos, porque esses não mostraram eficácia) é tão importante durante a gravidez? O ácido fólico, é uma dessas vitaminas, que ajuda a prevenir os principais defeitos congénitos, chamados de defeitos do tubo neural.
Veja o que pode fazer e mantenha-se informada.

Texto adaptado da Sociedade Americana de Ginecologia e Obstetrícia (ACOG).

O que significa um defeito à nascença?
Defeito à nascença é uma malformação que está presente ao nascimento do bebé. Alguns defeitos congénitos podem ser observados logo após o nascimento, como o pé boto ou dedos das mãos ou pés extras. No caso de serem detetados defeitos, pode ser necessário realizar mais exames para encontrar outros, como malformações cardíacas ou perda auditiva. Alguns destes defeitos só são notados mais tarde na vida.

O que pode causar esses defeitos?
Alguns defeitos de nascença são causados por alterações nos genes que podem ser transmitidos de pais para filhos. Outros resultam de um problema com os cromossomas. Apenas um pequeno número de defeitos congénitos é causado pela exposição durante a gravidez, a certos medicamentos, infeções e produtos químicos. No entanto, por vezes, a causa não é conhecida.

O que posso fazer, antes ou durante a gravidez, para diminuir o risco?
A maioria dos defeitos congénitos não pode ser evitada porque a sua causa não é conhecida. Mas para alguns, pode diminuir o risco da seguinte forma:

• Faça uma consulta pré-concecional;
• Tome os suplementos diariamente prescritos pelo seu médico, antes e durante a gravidez;
• Mantenha um peso saudável;
• Tome medicamentos apenas com prescrição médica;
• Se tem doenças prévias, como diabetes ou hipertensão, mantenha-as controladas;
• Não beba álcool, não fume, não consuma drogas ilegais ou medicamentos/suplementos que não forem prescritos pelo seu médico;
• Previna infeções;
• Evite agentes nocivos conhecidos.

Porquê que é importante tomar suplementos antes e durante a gravidez?
Os suplementos recomendados são: ácido fólico, iodo e ferro.
Tomar ácido fólico, pelo menos 1 mês antes da gravidez e durante a gravidez, ajuda a prevenir os principais defeitos congénitos, chamados defeitos do tubo neural. Esses são defeitos do cérebro e da coluna do feto. Hoje em dia sabe-se, que a deficiência de ácido fólico está também associada a outro tipo de defeitos, nomeadamente cardíacos e dos membros.

O que preciso de saber sobre como tomar medicamentos durante a gravidez?
Alguns medicamentos têm sido associados a defeitos congénitos. Se está grávida ou a pensar engravidar deve avisar o seu médico (qualquer que seja, dentista, psiquiatra ou outra especialidade) antes da prescrição. Além disso, verifique com o seu obstetra ou médico de família, antes de tomar qualquer medicamento sem prescrição, como analgésicos, laxantes, comprimidos para a gripe ou alergia, vitaminas, produtos à base de ervas e tratamentos para a pele.

Como é que a obesidade pode afetar a minha gravidez?
As mulheres obesas (índice de massa corporal > 30) quando engravidam têm um risco maior de ter bebés com defeitos congénitos, do que as mulheres com peso normal. Entre os defeitos congénitos mais comuns relacionados à obesidade estão defeitos do tubo neural, defeitos cardíacos e fenda palatina. Se está a planear uma gravidez, a melhor maneira de prevenir os problemas causados pela obesidade é tentar atingir um peso normal antes de engravidar.

Tenho alguns problemas médicos. Será melhor falar com o meu médico antes de engravidar?
Doenças como diabetes, hipertensão e epilepsia, podem aumentar o risco de ter um bebé com defeitos congénitos. Se tiver algum problema de saúde, consulte o seu obstetra ou médico de família para discutir eventuais alterações que precise de fazer na sua dieta ou medicação, para controlar a doença antes de tentar engravidar.

Por que é importante não beber álcool durante a gravidez?
O álcool pode interferir no crescimento normal do feto e causar defeitos congénitos. Quando uma mulher bebe durante a gravidez, o feto pode desenvolver deficiências físicas, intelectuais, comportamentais e de aprendizagem que podem durar por toda a vida. É melhor não beber durante a gravidez. Se for difícil parar de beber, fale com seu obstetra ou outro profissional de saúde ou entre em contato com os Alcoólicos Anónimos no site www.aaportugal.org.

Como é que o uso de drogas recreativas pode afetar a minha gravidez?
O consumo de drogas ilegais, como heroína, cocaína, metanfetaminas, no início da gravidez pode causar defeitos congénitos e aborto espontâneo. Durante as últimas semanas de gravidez, as drogas ilegais podem interferir no crescimento do feto e causar parto prematuro e morte fetal. Bebés nascidos de mulheres que usaram drogas ilegais durante a gravidez podem precisar de cuidados especializados após o nascimento. Se precisar de ajuda para abandonar as drogas ilegais, pode encontrar apoio no site de Narcóticos Anônimos: www.na-pt.org.

O uso de cannabis pode afetar minha gravidez?
O consumo de cannabis durante a gravidez está associado a problemas de atenção e comportamento em crianças. Pode aumentar o risco de morte fetal e de restrição de crescimento fetal.

Com que infeções me devo preocupar e como posso reduzir o risco de contraí-las durante a gravidez?
Algumas infeções podem aumentar o risco de defeitos congénitos e outros problemas durante a gravidez para si e para o seu bebé, veja quais:

• A rubéola é uma infeção viral que geralmente causa erupção cutânea leve e febre baixa. Ter rubéola durante a gravidez pode causar aborto ou resultar em surdez, deficiência intelectual, defeitos cardíacos e cegueira num recém-nascido. Se ainda não teve a doença ou não foi vacinada, deve ser vacinada e esperar pelo menos 1 mês antes de engravidar.

• A toxoplasmose é uma doença causada por um parasita que vive no solo. Pode ser infetada se comer carne crua ou mal-cozinhada, vegetais não lavados ou se manipular fezes de animais infetados, especialmente de gatos que vivem na rua. Se for infetada pela primeira vez durante a gravidez, pode transmitir a doença ao seu bebé. A toxoplasmose pode causar defeitos congénitos, incluindo perda de audição, problemas de visão e deficiência intelectual. Certifique-se que come sempre carne bem cozida e que usa luvas ou lava sempre bem aos mãos após cuidar do jardim ou preparar vegetais não lavados. Se tiver um gato que use uma caixa de areia, peça a outra pessoa para esvaziá-la.

• O citomegalovírus (CMV) é uma infeção viral comum. A maioria das infeções por CMV não causa problemas significativos. Se for infetada pela primeira vez durante a gravidez, o CMV pode infetar o feto. Num pequeno número de casos, a infeção pode causar deficiência intelectual, perda de audição e problemas de visão. O CMV pode ser transmitido pelo contato com a urina de uma criança infetada ou outros fluidos corporais. Grávidas que trabalham com crianças pequenas, em creches ou profissionais de saúde, devem tomar medidas para prevenir a infeção, incluindo lavar as mãos com muita frequência. Grávidas com filhos pequenos também correm risco e devem tomar as mesmas medidas.

• O vírus Zika foi encontrado na América do Sul, América Central e América do Norte. A infeção pelo vírus durante a gravidez pode causar defeitos congénitos graves, incluindo microcefalia (a cabeça e o cérebro do bebé são menores do que o normal) e outras anomalias cerebrais. Esses defeitos podem levar a problemas para o resto da vida, incluindo convulsões, problemas de alimentação, perda de audição, problemas de visão e dificuldades de aprendizagem.

Que precauções posso tomar para limitar minha exposição a agentes que podem causar defeitos ao bebé?
Limite a sua exposição ao mercúrio, não abusando na ingestão de atum, cavala ou peixe-espada.
Evite a exposição ao chumbo. O chumbo pode ser encontrado em tintas, materiais de construção, medicamentos alternativos e alguns produtos, como joias e cerâmicas.

Outros Artigos deste tema

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.