Como é que posso reduzir os riscos do excesso de peso na gravidez?

Escrito por: Dr.ª Mariana Mouraz, especialista em Ginecologia e Obstetrícia do Centro de Saúde Militar de Coimbra.
Com os depoimentos e revisão de: Adaptado de www.rcog.org.uk/en/patients/patient-leaflets.

Temos estado a ver nas publicações anteriores, que o facto de ter “peso a mais”, pode ser prejudicial em toda a gravidez, não só para si, mas também, para o seu bebé.
Hoje vamos ver de que forma esses riscos podem ser reduzidos.

Como é que posso reduzir os riscos do excesso de peso na gravidez? class=

1- Através de uma alimentação saudável!
Uma dieta saudável durante a gravidez, e após o nascimento, vai trazer-lhe benefícios e consequentemente também ao seu bebé. Pode ser encaminhada para uma consulta de nutrição para aconselhamento especializado sobre como ter uma alimentação saudável.
Tentar perder peso durante a gravidez com uma dieta muito restritiva, se não for acompanhada por especialistas, não é recomendado. No entanto, mudanças na sua dieta, de forma a torná-la saudável, poderá fazer com que não ganhe peso e até perder uma pequena quantidade. Isso não é prejudicial!

2- Fazer exercício!
É importante manter-se fisicamente ativa durante toda a gravidez, se não houver contra-indicações, claro! Veja o nosso artigo sobre Exercício e Gravidez em https://bit.ly/2CDQy2g.
A atividade física é benéfica para si e para o seu bebé. Se não costuma fazer nenhum tipo de exercício, deve começar com cerca de 15 minutos de exercício contínuo por dia, três vezes por semana e aumentar gradualmente até conseguir fazer sessões de 30 minutos todos os dias. Alguns exemplos de exercícios saudáveis incluem natação, caminhada e yoga.

3- Aumentar a dose de ácido fólico!
O ácido fólico ajuda a reduzir o risco de o bebé ter um defeito no tubo neural. Se o seu IMC for 30 ou superior, recomenda-se uma dose diária de ácido fólico superior à de uma grávida com IMC normal (na literatura encontra-se de 1mg a 5mg/dia). Atenção aos suplementos vitamínicos que contém doses inferiores! Idealmente, deve começar a tomar um mês antes de engravidar. No entanto, se não começou a tomá-lo cedo, há ainda benefícios associados à sua administração durante toda a gravidez.

Na próxima publicação vamos ver quais as implicações do excesso de peso no trabalho de parto e parto.

Outros Artigos deste tema

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.