Níveis de iodo nas grávidas vão ser monitorizados em estudo

Uma equipa de investigação liderada pelo Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis) vai avaliar um grupo de grávidas acompanhadas no Centro Hospitalar de São João, no Porto, para analisar os seus níveis de iodo e conhecer a prática dos profissionais de saúde relativamente a este nutriente dentro do Sistema Nacional de Saúde.

Níveis de iodo nas grávidas vão ser monitorizados em estudo

Segundo Elisa Keating, investigadora que lidera o projeto de investigação denominado IoMum-Norte, "a participação é voluntária e não há qualquer risco para a saúde da mulher ou do bebé associado ao estudo".

O iodo é um oligoelemento essencial para o organismo, que tem como função a formação de hormonas da tiroide (hormonas tiroideias). Uma vez que não pode ser sintetizado pelo próprio organismo, o iodo tem de ser ingerido através da alimentação - recorrendo a fontes como produtos marinhos, leguminosas ou produtos frescos - e por via de suplementação nutricional como a utilização do sal iodado ou o uso de suplementos ricos em iodo.

Em declarações à Agência Lusa, Elisa Keating salientou ainda que “durante a gravidez, é fundamental uma ingestão adequada de iodo para garantir um correto desenvolvimento e maturação do bebé”.

Em agosto de 2013, a Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou uma orientação em que recomenda a suplementação com iodo às mulheres em preconceção, grávidas e em amamentação exclusiva.

A orientação recomenda a toma de um suplemento diário de iodo sob a forma de iodeto de potássio – 150 a 200 µg/dia, desde o período preconcecional, durante toda a gravidez e enquanto durar o aleitamento materno exclusivo.

Últimas Notícias

Amamentação protege bebés de bactérias resistentes a antibióticos

Investigadores da Universidade de Helsínquia, na Finlândia, verificaram que crianças amamentadas por seis meses apresentam menor quantidade de bactérias resistentes a antibióticos, no intestino, do que crianças amamentadas durante menos tempo ou que não foram amamentadas de todo.

Cesarianas quase duplicaram em todo o mundo em 15 anos

Investigação aponta para um aumento significativo do parto por cesariana nos países mais ricos por razões não médicas.

Documentário mostra como a tecnologia permite que crianças surdas venham a ouvir normalmente

Atualmente as crianças com problemas de audição diagnosticados à nascença confundem-se tão bem com as crianças que ouvem bem, que a maioria das pessoas não se apercebe da existência de tantas crianças surdas, defendem especialistas.

Especialistas relembram perigos do consumo de álcool na gravidez

A propósito das comemorações do Dia Mundial para a Consciencialização sobre o Síndrome de Alcoolismo Fetal, especialistas internacionais relembraram as razões pelas quais as grávidas não devem consumir álcool durante o período de gestação. 

A importância de amamentar nos primeiros instantes de vida

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Unicef realçam a importância de amamentar o recém-nascido logo nos primeiros instantes de vida, avança o El País.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.