Amamentar durante seis meses ou mais reduz risco de diabetes

Um estudo que analisou dados apurados ao longo de 30 anos concluiu que o aleitamento materno durante pelo menos seis meses reduz o risco de desenvolver diabetes tipo 2. A conclusão foi divulgada num artigo publicado na revista científica JAMA Internal Medicine.

Amamentar durante seis meses ou mais reduz risco de diabetes

Segundo uma notícia do portal Science Daily, o risco de diabetes é reduzido para metade nas mulheres em idade fértil. As mulheres que amamentam durante seis meses ou mais têm um risco 47 por cento inferior de desenvolver a doença, comparativamente com as mulheres que não amamentam de todo. As mulheres que amamentam durante um período inferior a seis meses também conseguem alguma proteção extra contra a diabetes, apresentando um risco 25 por cento menor de desenvolver este problema de saúde.

"Verificámos uma associação muito forte entre a duração da amamentação e um menor risco de desenvolver diabetes, depois de excluirmos todos os fatores que poderiam criar confusão", explica Erica Gunderson, principal autora do estudo, segundo o Science Daily.

De acordo com os autores, estes novos resultados reforçam a evidência científica de que a amamentação tem um efeito protetor da saúde da mãe e da criança.

Últimas Notícias

Semana Europeia da Vacinação

A Direção-Geral da Saúde (DGS) lançou uma campanha de sensibilização para a vacinação, lembrando que «só esta pode proteger contra doenças que podem conduzir a incapacidade para toda a vida ou mesmo à morte».

A mãe e o pai da geração Millennial

Os pais Millennials cresceram com consciência dos problemas ambientais e verifica-se uma tendência crescente para consumir produtos cada vez mais ecológicos.

Sincronização dos relógios biológicos de mãe e bebé pode prevenir doenças

Um estudo publicado no Journal of Physiology sugere que os cuidados prestados pela mãe após o nascimento podem ter um impacto positivo no relógio biológico interno do bebé. Segundo a investigação, a redução de disfunções no relógio interno, que regula o sono, pode ajudar a prevenir doenças associadas ao estilo de vida, como doenças cardíacas e obesidade.

Estudo aponta benefícios do exercício físico durante a gravidez

A combinação entre exercício físico regular e um aconselhamento dietético durante a gravidez facilita o parto da mulher, reforça um novo estudo realizado na Noruega. 

Níveis de iodo nas grávidas vão ser monitorizados em estudo

Uma equipa de investigação liderada pelo Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis) vai avaliar um grupo de grávidas acompanhadas no Centro Hospitalar de São João, no Porto, para analisar os seus níveis de iodo e conhecer a prática dos profissionais de saúde relativamente a este nutriente dentro do Sistema Nacional de Saúde.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.