Ácido fólico diminui risco de autismo por exposição fetal a fármacos antiepiléticos

Um estudo publicado na revista científica JAMA Neurology defende que o risco de autismo nos bebés que no útero são expostos a fármacos antiepiléticos pode ser atenuado através de suplementação nutricional com ácido fólico.

Ácido fólico diminui risco de autismo por exposição fetal a fármacos antiepiléticos

A investigação, levada a cabo na Noruega, analisou uma amostra de 104 946 mães de crianças com idades compreendidas entre os 18 e os 36 meses, que disponibilizaram informação sobre o uso de fármacos antiepiléticos e suplementação com ácido fólico.

Segundo uma notícia publicada no portal MedicalXpress, a equipa de investigação, composta por especialistas da Universidade de Bergen, verificou que o risco de desenvolvimento de traços de autismo era significativamente maior nas crianças expostas a fármacos antiepiléticos cujas mães não seguiam um plano de suplementação nutricional com ácido fólico, comparativamente com as crianças cujas mães fizeram suplementação.

Neste âmbito, foi identificada uma relação inversamente proporcional entre o grau de traços ditos autísticos e as concentrações plasmáticas de folato e ácido fólico.

De acordo com os autores do estudo "as mulheres férteis que usam fármacos antiepiléticos devem tomar ácido fólico de forma contínua".

Últimas Notícias

Consumo excessivo de açúcar durante a gravidez poderá ter influência no desempenho cognitivo futuro da criança

O consumo de açúcar durante a gravidez poderá exercer uma influência negativa nas capacidades cognitivas da criança (memória e aprendizagem), avança um estudo publicado no American Journal of Preventive Medicine.

Metade das crianças na Europa não atinge potencial cognitivo por falta de iodo

Especialistas sublinham que na gravidez as mulheres devem aumentar a ingestão de iodo, fundamental para a produção das hormonas geradas pela glândula tiroide (hormonas tiroideias), essenciais para as várias etapas do metabolismo e desenvolvimento humano.

Estudo realça a importância de adotar um estilo de vida saudável antes da gravidez

Um estudo desenvolvido pela Universidade de Queensland aponta a necessidade das mulheres adotarem um estilo de vida mais saudável antes da gravidez.

Irregularidade nos hábitos de sono aumenta o risco de obesidade nos rapazes

De acordo com um comunicado de imprensa da Universidade de Coimbra, os maus hábitos de sono em crianças do sexo masculino podem aumentar o risco de excesso de peso ou obesidade.

Tomar antidepressivos durante a gravidez pode afetar o desenvolvimento cerebral do feto

A ingestão de antidepressivos durante a gravidez poderá interferir no normal desenvolvimento do cérebro do bebé, avançam investigadores do departamento de psiquiatria da Columbia University Medical Center, Nova Iorque.

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.