Os benefícios da amamentação

Escrito por: Ana Margarida Marques
Com os depoimentos e revisão de: Dra. Ana Chung, Ginecologista-Obstetra.

O leite materno traz mais-valias à mãe e ao bebé a curto e longo prazo. O desejo de amamentar é uma das grandes alavancas para o sucesso do aleitamento materno.

Os benefícios da amamentação class=

O leite materno é um alimento vivo, completo e natural, adequado para quase todos os recém-nascidos, de acordo com o <em>Manual de Aleitamento Materno</em>, do Comité Português para a UNICEF. As vantagens do aleitamento materno descritas pelos especialistas são a curto e a longo prazo. O consenso é internacional: o aleitamento materno em exclusividade é a melhor maneira de alimentar as crianças até aos seis meses de vida.

O leite materno é um alimento vivo, completo e natural, adequado para quase todos os recém-nascidos, de acordo com o Manual de Aleitamento Materno, do Comité Português para a UNICEF. As vantagens do aleitamento materno descritas pelos especialistas são a curto e a longo prazo. O consenso é internacional: o aleitamento materno em exclusividade é a melhor maneira de alimentar as crianças até aos seis meses de vida.

Vantagens para a mãe e o bebé

«O aleitamento materno tem vantagens para a mãe e para o bebé: previne infeções gastrintestinais, respiratórias e urinárias; tem um efeito protetor sobre as alergias, nomeadamente as específicas para as proteínas do leite de vaca; faz com que os bebés tenham uma melhor adaptação a outros alimentos», documenta o manual. A longo prazo, o aleitamento materno previne a diabetes e linfomas, por exemplo.

Relativamente às vantagens de a mãe amamentar, este processo natural ajuda a que o útero volte mais rapidamente ao seu tamanho no pós-parto, bem como a mulher a recuperar mais rapidamente a sua forma física. A probabilidade de cancro da mama, entre outros, é mais reduzida nas mulheres que amamentam os seus filhos.

Outra vantagem é a de que amamentar é o método mais barato e seguro de alimentar os bebés.

Por seu turno, o documento da UNICEF intitulado Amamentar o seu bebé – Informação importante para novas mães refere que a amamentação beneficia o bebé à medida que ele for crescendo. «Sugere a pesquisa que os bebés amamentados têm um desenvolvimento mental melhor», consta do documento. «As crianças alimentadas a biberão enquanto bebés, são expostas a um risco maior de eczema e diabetes e tendem a ter uma pressão arterial mais alta do que as que tiverem sido amamentadas.»

A decisão de amamentar

«É importante que a amamentação seja incentivada. A mãe não deve desistir à primeira contrariedade», refere a médica obstetra Ana Chung, evidenciando: «Penso, contudo, que não se deve insistir quando amamentar se torna uma pressão ao ponto de deixar de ser satisfatória para a mãe e o bebé.»

Se nas gerações anteriores o uso das fórmulas lácteas se vulgarizou, atualmente a mulher sente a pressão social de ter de amamentar.

No entender da especialista, é importante que a mãe seja informada sobre os benefícios do aleitamento materno e que receba apoio técnico para a sua mais fácil aprendizagem. Por outro lado, o suporte à mãe deve ser incondicional, independentemente das suas convicções ou crenças. «Tal como não devemos penalizar uma mulher que não quer engravidar, não devemos penalizar uma mulher porque ela não quer amamentar», defende a médica Ana Chung, até porque «amamentar o bebé contrariada sem uma ligação ao bebé não trará os benefícios desejados».

Recomendações internacionais

A Organização Mundial de Saúde recomenda que a amamentação seja iniciada imediatamente a seguir ao parto, momento em que o reflexo de sucção do bebé está ativado. Se o bebé for logo colocado ao peito, tal comportamento também ativa na mãe a produção de hormonas que facilitam a amamentação.  

É normal surgirem dificuldades nas primeiras semanas de amamentação, em particular nas mães que amamentam pela primeira vez. É importante que as mulheres recebam ajuda para ultrapassar os obstáculos no decurso do aleitamento materno.

Outros Artigos deste tema

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.