Gerir a ansiedade na gravidez

Escrito por: Ana Margarida Marques
Com os depoimentos e revisão de: Dra. Cláudia Morais, Psicóloga

Compreenda a importância de gerir o stresse durante a gravidez e as estratégias para evitar a ansiedade no dia-a-dia.

Gerir a ansiedade na gravidez class=

É normal que a mulher sinta um peso maior quando assume a responsabilidade de ser mãe. Afinal, a sua vida muda com a chegada de uma criança. Enfrentar uma nova realidade, as incertezas acerca da evolução da gravidez, do bem-estar e a saúde do bebé, a vivência do parto e os cuidados com o bebé são fatores que levam a um anseio normal da parte da futura mãe. 

É normal que a mulher sinta um peso maior quando assume a responsabilidade de ser mãe. Afinal, a sua vida muda com a chegada de uma criança. Enfrentar uma nova realidade, as incertezas acerca da evolução da gravidez, do bem-estar e a saúde do bebé, a vivência do parto e os cuidados com o bebé são fatores que levam a um anseio normal da parte da futura mãe.

A gravidez corresponde geralmente a um período de bem-estar na mulher. “Mesmo nos casos em que a gravidez não é planeada, o mais provável é que a mulher se sinta mais calma do que o habitual”, refere a psicóloga e terapeuta familiar Cláudia Morais.

Juntamente com os novos desafios na vida da mulher, durante a gravidez surge a necessidade de gerir as alterações de hormonas. “É também por isso que quando existem níveis elevados de ansiedade, não é fácil assumir o problema e falar abertamente sobre o assunto”, refere a psicóloga clínica.

Por outro lado, surgem novas formas de estar na vida a dois e, com isso, novas conquistas por fazer no dia a dia. Por exemplo, gerir o orçamento familiar e a vida profissional. “Individualmente, a mulher sofre um processo de transição a vários níveis.“

Fatores de stresse

Segundo a psicóloga, são diversos os fatores que podem levar ao aumento dos níveis de ansiedade durante a gravidez, tais como: conflitos familiares, dificuldades na relação conjugal, idade avançada da mulher, problemas de fertilidade ou hábitos de vida menos saudáveis.

O estado emocional da grávida condiciona a saúde do bebé e a evolução da gestação. "A elevação dos níveis de stresse está associada a perturbações do sono e do comportamento alimentar, e estas podem afetar a saúde física da mulher grávida, comprometendo a viabilidade da gravidez", alerta a psicóloga.

Embora haja poucas evidências de que a ansiedade possa estar na origem de um aborto espontâneo, sabe-se que os níveis de ansiedade elevados podem constituir um fator de risco.

Estratégias contra o stresse

“Se a relação for estável, segura, uma fonte de suporte e de afetos, é mais provável que a grávida se sinta capaz de falar abertamente sobre o que a perturba. Se, pelo contrário, a fonte de ansiedade estiver relacionada ou for agravada pelas dificuldades na relação conjugal, o desamparo é maior e o desespero pode ser gerido isoladamente.”

À mulher cabe desfrutar ao máximo a gravidez: rodear-se de pessoas em quem confie, conversar, partilhar as emoções. “A mulher deve relativizar as dificuldades em vez de ruminar sobre os problemas e, assim, impedir que o stresse tome conta do seu dia a dia.”

É importante definir objetivos claros, não tem de ser tudo perfeito. "A idealização excessiva é meio caminho andado para a elevação dos níveis de ansiedade, pelo que importa que a grávida seja capaz de abdicar de algumas metas utópicas e saboreie a gravidez.”

Pedir ajuda quando necessário é fundamental. "Os sinais de agitação e tristeza são indícios claros de que algo não está bem. Por outro lado, se a grávida não se envolve com a evolução da gravidez, não vai às consultas de acompanhamento e não mostra entusiasmo na preparação da chegada do bebé, é possível que haja uma perturbação de humor que merece uma atenção especializada.”

“Quanto mais cedo a grávida pedir ajuda, maior a probabilidade de se sentir estável e segura por altura do parto.
O primeiro passo deve ser a partilha honesta destas dificuldades com um psicólogo experiente e/ou com o médico."

Outros Artigos deste tema

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.