Prevenção de acidentes no primeiro ano de vida

Escrito por: Ana Margarida Marques

A gravidez é o momento para os pais prepararem a chegada do bebé. Saiba quais as principais medidas de segurança para o proteger desde a nascença.

Prevenção de acidentes no primeiro ano de vida class=

Os pais devem ter cuidados com a casa e os acessórios do bebé, aconselha a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI). A instituição que trabalha ativamente as questões de segurança infantil e juvenil em Portugal apresenta dicas práticas para prevenir acidentes no primeiro ano de vida.

Os pais devem ter cuidados com a casa e os acessórios do bebé, aconselha a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI). A instituição que trabalha ativamente as questões de segurança infantil e juvenil em Portugal apresenta dicas práticas para prevenir acidentes no primeiro ano de vida.

Segurança em casa:

  • As janelas e portas de acesso a varandas e terraços estão protegidas com limitadores de abertura, que não abrem mais de 9 cm.
  • As guardas das varandas e dos terraços têm uma altura mínima de 1,10 m, não são fáceis de trepar e não têm aberturas superiores a 9 cm.
  • As escadas têm cancelas que cumprem as normas de segurança.
  • Os medicamentos, produtos de limpeza e produtos químicos estão guardados em armários altos e trancados, separados dos alimentos.
  • As tomadas, extensões e fichas triplas têm alvéolos protegidos ou protetores.
  • Existe espaço para o bebé poder circular à vontade, afastado de fontes de aquecimento e móveis com arestas vivas.
  • As estantes, prateleiras, armários e outros móveis estão fixados à parede, para não tombarem sobre o bebé, caso este tente alcançá-los ou usá-los como apoio para se pôr de pé.

Segurança na estrada:

  • A cadeirinha do bebé encontra-se devidamente homologada.
  • Encontra-se instalada de acordo com as instruções, sem folgas, bem fixada ao banco do automóvel.
  • Está instalada de costas para o trânsito, preferencialmente no banco de trás; se estiver instalada no banco da frente, não pode existir um airbag frontal ativo.
  • O cinto interno (arnês) está à altura do ombro da criança, bem ajustado (com espaço para apenas um dedo entre o cinto e o ombro).

Prevenir as intoxicações:

  • Os produtos tóxicos (medicamentos, produtos de limpeza e higiene, produtos químicos) estão longe do alcance e da vista de crianças, guardados em armários altos e trancados.
  • Estão separados dos alimentos e são guardados logo a seguir a serem usados.
  • Estão fechados nas embalagens originais, com os respetivos rótulos, e preferencialmente com tampas que dificultam a sua abertura pelas crianças.
  • Nunca são guardados em garrafas de água ou de outras bebidas.

Atenção à água:

Se a sua casa ou as casas existentes nas redondezas têm piscina, tanque ou lago de jardim, verifique que:

  • Os poços encontram-se cobertos de modo a que a tampa não possa ser retirada sem a ajuda de uma chave ou ferramenta.
  • A vedação da piscina ou do tanque não permite a passagem da criança por cima, por baixo ou através dela, tem uma altura mínima de 1,10 m e a criança não consegue escalá-la. Se tiver aberturas, estas devem ser inferiores a 9 cm.
  • O fecho do portão é automático e não é acessível à criança.

Ler com atenção:

  • Vigie em permanência e de forma atenta e próxima as crianças perto da água.
  • Nunca deixe uma criança sozinha na banheira, mesmo quando ela já se senta facilmente, nem que seja só por alguns instantes, como para atender o telefone ou abrir a porta.
  • Não utilize «cadeiras de banho» para bebés, pois são instáveis e podem virar-se.
  • Despeje a água da banheira assim que o banho terminar.
  • Esconda a tampa da banheira e do bidé, de modo a que a criança não possa «preparar o seu próprio banho».
  • Despeje toda a água de baldes, alguidares e banheiras logo após a utilização.

Prevenir queimaduras:

  • No banho, comece por pôr a água fria e só depois a quente. Reduza a temperatura da água no esquentador ou no termoacumulador. 
  • Verifique a temperatura da água com um termómetro ou com o cotovelo antes de começar a dar o banho.
  • Deixe os alimentos arrefecerem bem antes de os levar para a mesa. Misture bem e prove os alimentos, sobretudo os que são aquecidos no micro-ondas, antes de os dar ao bebé.
  • Não transporte nem beba ou coma líquidos e alimentos quentes, como sopa, chá e café, com o bebé ao colo.
  • Evite que a criança esteja na cozinha, especialmente enquanto está a cozinhar; deixe-a com outro adulto ou coloque uma cancela à entrada.
  • Use preferencialmente os bicos de trás do fogão e vir as pegas de tachos e frigideiras para dentro, para a criança não conseguir alcançá-las e puxar.
  • Lembre-se que a porta do forno de alguns fogões pode atingir temperaturas muito altas.

Evitar a asfixia:

  • Faça sempre uma escolha criteriosa daquilo que se dá à criança para ela brincar.
  • Evite objetos pequenos e brinquedos com peças que se possam soltar (menores que 3,2 cm ou com diâmetros inferiores a 4,5 cm, no caso dos esféricos e semiesféricos – berlindes, ovinhos, piões, etc.).
  • Escolha brinquedos macios, sem arestas vivas e que sejam de fácil limpeza.
  • Certifique-se de que não estão ao alcance da criança balões vazios ou rebentados, sacos de plástico ou objetos pequenos que se possam pôr na boca (uma moeda, uma pilha, um porta-chaves, um isqueiro…).
  • Caso existam crianças mais velhas em casa, guarde os brinquedos com peças mais pequenas em zonas mais altas. Conte as peças dos brinquedos antes e depois da brincadeira para ter a certeza de que não fica nenhuma desaparecida.
  • Conte as peças dos brinquedos antes e depois da brincadeira, para ter a certeza de que não fica nenhuma desaparecida.
  • Nunca lhe dê alimentos duros, como a amêndoa, o amendoim, o rebuçado, a fava, ou frutos com caroço, como as cerejas.
  • Retir da cama almofadas, fraldas, laços ou fitas e brinquedos.
  • Faça a cama de baixo para cima, ou seja, com os pés do bebé encostados ao fundo e o lençol e os cobertores só até à altura do pescoço, para que não cubram a cabeça.
  • Os fios e as correntes das chuchas, brinquedos, roupas e acessórios devem ter, no máximo, 20 centímetros de comprimento.
  • Os fios de estores devem estar fora do alcance das crianças. 

Outros Artigos deste tema

Subscreva a Newsletter

Receba informação semanal adaptada ao desenvolvimento da sua gravidez.